"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Apresentação

Devo falar primeiro “por quê” escrevo, “como” escrevo e “qual” o objetivo dos meus escritos.Espero ser claro e objetivo nas explicações, das questões levantadas.

Eu escrevo por prazer, escrevo para aliviar a pressão do dia a dia, escrevo para me distrair. Eu sempre escrevo o que está acontecendo comigo ou com alguém que eu conheço. Esta é uma maneira simples, que eu uso, para analisar os fatos do cotidiano. Aqui está o prazer de escrever.
Quando estou escrevendo é o momento em que relaxo e só me concentro nas palavras, nos meus pensamento e em como escreve-los. Nisto consiste o alivio.
Escrevo escutando musica e buscando sempre transcrever meu pensamento para o papel, de forma que leve o autor a pensar um pouco. Assim está explicado “como escrevo”. Concluindo, escrevo porque gosto e, as vezes, por não ter o que fazer.

Pablo SRosa

Anúncios

Uma resposta

  1. Gostei de sua iniciativa.
    Pensar,refletir é a mais nobre arte.
    Escrever é um exercício constante de eterno aprendizado.
    Escrever é parir o pessamento.
    Parto sem dor.
    Mas é necessário cuidado, atenção e zelo com as palavras, respeito as pessoas e generosidade com o leitor.
    Cuide bem deste espaço, ele é teu, concomitantemente é público, isto implica responsabilidade. Embora o título: “O excluido,”
    não nos exime da ética, do bom senso e da empatia.
    Avante meu filho!

    19/11/2010 às 1:59

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s