"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Até que ponto?

 

O ser humano cria para se mesmo um limite e passa a conviver com ele, muitas vezes sem tentar ultrapassa-lo. Quantos esses são coletivos, são chamados de moral ou ética. Mas até que ponto devemos respeitar este limite?

Em um seriado da televisão dos EUA, um médico ultrapassa esses limites e a “moral” para poder descobrir a doença de seus pacientes, este médico é Gregory House. Ele não respeita as normas do hospital, nem a lei do Estado, e não mede esforços para salvar seus pacientes. Devido a estas atitudes House é considerado, no mínimo, problemático. Ele não tem muito contanto social e não gosta das pessoas, muitas vezes porque as pessoas não gostam de seu modo de agir, outras, porque ele acha que elas são burras por não usar toda sua racionalidade.

 

Devemos aprender que muitas vezes nos devemos analisar friamente as coisa, ou seja, não deixar as emoções interferir no julgamento do que é melhor. Devemos entender que cada ser humano quer o melhor para si mesmo e, apesar de não admitir, são capazes de qualquer coisa para conseguir. O homem só mostra sua verdadeira face quando é testado. Todos acham cruel o pensamento Maquiavélico de que “os fins justificam os meios”, mas quantos já pararam para ver se já não fizeram isto na sua vida? Quando já procuraram entender o que Maquiavel quis dizer com isso? As vezes o homem não evolui por medo e não quer admitir isto, como não admite que é capaz de várias coisas que ele julga “abominável” para conseguir o que quer. Não sei sobre os anjos, mas é o medo que dá asas aos homens.

 

O objetivo aqui não é analisar House e Maquiavel, mas sim usa-los como exemplos de “quebra de barreiras”. O ser humano tem medo de ultrapassar seus limites e ir contra a opinião popular simplesmente para não ficar contra os outros. Mas até que ponto isto é bom? O desrespeito contra a moral não pode trazer benefícios? Os fins justificam os meios?

 

Pablo SRosa

Anúncios

Uma resposta

  1. A confusão que acontece entre as palavras Moral e Ética existem há muitos séculos. A própria etimologia destes termos gera confusão, sendo que Ética vem do grego “ethos” que significa modo de ser, e Moral tem sua origem no latim, que vem de “mores”, significando costumes.

    Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano.

    Ética é um conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, outrossim, o bem-estar social, ou seja, Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

    O pragmatismo é, antes de tudo, um método, do qual decorre uma teoria da verdade. Apesar de constituir um movimento aberto e antidogmático, e ainda que seus teóricos não tenham elaborado um sistema completo, há traços gerais comuns entre seus defensores. Para os pragmáticos, o conhecimento é concebido como essencialmente modificador da realidade, portanto, a construção da verdade deve corresponder à construção da própria realidade. Conhecimento e ação se convertem em termos equivalentes. O eixo central da teoria pragmática é a ênfase na utilidade “prática” da filosofia

    Centrado na análise do significado da experiência, o pragmatismo foi entendido como uma perspectiva em torno do conceito de verdade que, em seu processo de expansão, atingiu os setores representados pela ética e a religião

    Por que o bolodorio supra citado?

    O homem é um ser individual acima de tudo. As definições da moral e da ética são genéricas e conceituosas. Mas a índole humnana é pragmática..assim sendo; diante o que exige póstura, o homem veste a roupagem que lhe propícia.

    Pode não ser é ético, pode não ser moral. Mas é real.
    Não estou aqui querendo fazer apológia do além do bem e do mal. Quiça descrevendo o que tenho pecebido ao longo de minha existência.

    06/12/2010 às 15:26

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s