"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

A LUA

A lua brilha no céu escuro

Nenhuma estrela está ao seu lado

Ele sente algo novo

Como se ele não estivesse  sozinho

Ele sente uma presença

Se sente amedrontado

Ele sente isto rastejando por baixo de sua pele

Ele percebe sua movimentação

Suas visões vêm com mais intensidade

As imagens são dispersas

Elas não parecem ter nenhuma conexão

Elas o corroem

As nuvens vão cobrindo a lua

Suas visões vão sumindo

As sensações estão enfraquecendo

Ele não consegue entender

A lua está parcialmente coberta

Assim como suas visões,

Apenas um pequeno feixe de luz é visível

Seus olhos demonstram a frustração e o medo

Ele não consegue compreender

Porque isto acontece agora?

Que sensação é esta, capaz de atingir o inatingível?

Ele ainda não entende

Seus olhos ainda mostram o medo

Mas, medo de quê?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s