"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Algemas

Estático; Assustado

Ele não sabe o que fazer

Ele não sabe o que houve

Ele não consegue fazer nada

Ele está preso

Ele compreende as emoções, mas não consegue senti-las

A culpa o consome

Ele não é culpado, mas se sente como tal

Nada ele pode fazer

Talvez seja essa sua culpa

Sua impotência o inquieta

Ele sabe que deve fazer

Mas não sabe o que fazer

Tanta informação, tanto estudo e ele não consegue fazer nada

Conhecimento, sabedoria e ele não consegue aplicá-los

E ele ainda se diz inteligente

O peso de sua culpa aumenta a cada minuto

A cobrança aumenta a cada segundo

Sem emoções, sem sentido, ele vaga por aí

A ansiedade aumenta

Ele consegue ver tudo

Mas ele não consegue fazer nada

Sua falta de crença incomoda a todos

E isto aumenta sua culpa

Porque ele se sente tão culpado?

Porque ele não consegue agir?

Ele sabe que nada pode fazer

Mas isso não diminui sua culpa

Qual é a finalidade de tanto conhecimento se ele não consegue agir quando exigido?

Porque ele não agi?

Sua culpa vai consumindo-o pouco a pouco

Ela vai atrapalhando o seu entendimento

Ele não consegue compreender mais nada

E por isso fica vagando, sem sentido ou objetivo

Mostrando que seu esforço é em vão

Mostrando que sua “sabedoria” não pode ser aplicada

Mostrando que não pode controlar nada

Pablo S Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s