"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Ouro de tolo

Sentado em um canto

Apenas observando as pessoas

Ninguém o percebe

Todos passando de um lado para o outro

E ele ali sentado

Calmo tranqüilo

Apenas observando

Todos supostamente felizes

Mas sempre sentindo falta de alguma coisa

Todos querem algo bem maior

Todos querendo mais

Ninguém está contente com o que tem

A ambição vai cegando todo mundo

Todos apegados em seus bens

Vivendo suas vidas, sempre querendo adquirir mais bem

Sempre querendo coisas maiores e melhores

E ele ali parado observando

Sem se preocupar com nada

Sua postura incomoda a muitos

Todos passam a apontar para ele

Criticas são lançadas para ele

Todos querem que ele levante e vai se preocupar com alguma coisa

Todos querem que ele faça coisa que ele não quer fazer

Todos querem que ele faça coisas que ele não acha necessário fazer

Com o simples objetivo de ter mais

De ganhar mais que os outros

De ser “melhor” que os outros

Mas, o que isso importa?

Pessoas se apoiando em falsos valores

Pessoas se apoiando em seus bens para serem felizes

Pessoas querendo que ele seja igual a todos

Todos querem que ele seja ganancioso

Que brigue para ser igual a todos

Mas, porque ele não pode ser diferente?

Porque ele não pode ser feliz a sua maneira?

Porque o fato de ELE ser ELE incomoda muitas pessoas?

Ele simplesmente não entende isso

Alguém consegue explicar?

Pablo S Rosa

Anúncios

Uma resposta

  1. Explicar não.
    Talvez entender.
    Diz que diz, aquele que tudo sabe.
    Todos querem algo bem maior
    Inclusive “Ele”
    O caminho, a visão, o objetivo, o tempo, a determinação, o querer, a oportunidade, a intenção, a educação, e muitos outros motivos diferem um Ele de outro.

    Se Todos Fossem Iguais A Você
    Tom Jobim
    Composição : Tom Jobim / Vinicius de Moraes

    Vai tua vida
    Teu caminho é de paz e amor
    A tua vida
    É uma linda canção de amor
    Abre os teus braços e canta
    A última esperança
    A esperança divina
    De amar em paz
    Se todos fossem
    Iguais a você
    Que maravilha viver
    Uma canção pelo ar
    Uma mulher a cantar
    Uma cidade a cantar, a sorrir, a cantar, a pedir
    A beleza de amar
    Como o sol, como a flor, como a luz
    Amar sem mentir, nem sofrer
    Existiria a verdade
    Verdade que ninguém vê
    Se todos fossem no mundo iguais a você

    03/05/2011 às 23:33

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s