"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Livre! Até…

Deitado

Admirando as nuvens

Dez pessoas ao seu redor

Alguns dormindo

Alguns tentando dormir

E outros pensando

Todos despreocupados

E Ele está no seu canto

Quieto

Pois, o silêncio voltou a reinar

Ele começa a imaginar

Vai para longe daquele lugar

Mas, não vai sozinho

Anda pela cidade

Muitas pessoas ao seu redor

Neste lugar, o silêncio não existe

Neste lugar, não existe esta força

Força que o faz pensar

Força que o faz sentir

Força que o faz criar

Neste lugar, Ele tem outra fonte de inspiração

Algo que já conhecido

Algo que já foi mencionado exaustivamente

Algo que o acalma

Algo que o deixa livre

Livre para voltar a voar

Mesmo que só por alguns instantes

Ele esta livre do sentimento de ausência

Livre de caçadas

Livre de buscas exaustivas

Livre de inspirações cotidianas

Livre de plural

Livre de singular

Apenas, livre

Simplesmente, Livre

Exaustivamente, Livre

Demasiadamente, Livre

E assim ficará

Até o momento em que ELE acordar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s