"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Mil vezes você

Sozinho

Caminhando ao som do vento

Procurando ver seu rosto entre as nuvens

Procurando ver seu reflexo na lua

Procurando seu brilho entre as estrelas

Procurando-te a todo instante

Pois, cada minuto que fico sem você

É como se uma estrela desaparecesse

É como se a lua sumisse

É como se o sol não voltasse

Porque você continua me ignorando?

Porque você não consegue me enxergar?

Porque tanto faz?

Porque você me deixa assim?

Buscando você em cada detalhe

Inventando estórias em que ficamos juntos

Imaginando luas e estrelas

Vendo seu rosto em nuvens

Fazendo de tudo para diminuir esta distancia

Disfarçando-me entre letras

Criando ‘poesias’

Lendo lágrimas

Por quê?

Sou apenas alguém que é classificado de poeta

Sou apenas alguém que ainda não aprendeu a amar

Sou apenas alguém que brinca de fazer “poesias”

Sou apenas alguém que te olha de longe

Sou apenas alguém!

Pablo S Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s