"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Quantas vezes

Quantas vezes eu tentei?
Não importou o que eu fiz
Nem sei por que pensei
Que, um dia, eu iria conseguir!

Quantas vezes eu falei?
Não importou o quanto eu quis
Não importou o quanto eu desejei
Eu nunca cheguei perto de um final feliz

Quantas vezes eu fiquei só?
Buscando uma saída
Sem saber o que fazer com o pó
Que restou da minha vida

Quantas vezes eu caí?
Quantas vezes eu levantei?
Não sei como não vi
As lagrimas que derramei

Quantas vezes vai se repetir?
Porque eu ainda tento mudar?
Porque não vejo minha esperança ruir
Cada vez que tenho que recomeçar?

Porque eu não aceito?
Porque eu prossigo?
Eu sei que me desejo
É um sonho sem sentido

Quantas vezes ainda vou tentar?
Quantas vezes vou seguir?
Quantas vezes vou recomeçar
Quando eu vou desistir?

Eu quero aceitar
Eu não quero prosseguir
Quero ver tudo acabar
Para não ver tudo se repetir!

O que eu quero não vai importar
Nunca importou o que eu quis
Pois, a história tem que acabar
Com ou sem um final feliz

Pablo S Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s