"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Insônia

Acendendo mais um cigarro
Pois, isto mata a dor
Pelo menos por enquanto!
São 10 da noite
E as cinzas começam a se espalhar
Levando memórias por todos os lados!
São 10:01
Outro cigarro
E o maço acabou
A fumaça está no ar
Escondendo tudo
Trazendo um breve sorriso
Mas, dentro de mim
Coisas diferentes pedem para sair!
São 10:02
O relógio passa devagar
Aliviando a dor
E mostrando o medo!
A fumaça começa a sumir
Molhando a folha
E Trazendo para fora o que estava em mim!
São 10:03
As horas não passam
A fumaça se foi
Deixando folhas molhadas
E cinzas espalhadas
Não tenho mais cigarros
E os borrões começam a se juntar
Recriando a dor!
As cinzas começam a voar
Fecho os olhos
Pois, não quero mais tentar
Não posso mais agüentar
Não tenho como agüentar
Ver o ponteiro rodar!
Fecho os olhos
Pois, não posso mais odiar
Não posso me importar
Só posso aceitar
Que o tempo não vai voltar!

Pablo S Rosa

Anúncios

Uma resposta

  1. Fosse o poeta fumante.
    Não seria a inspiração.
    Mas como sei que não.
    Aposto em seu talento
    E na imaginação.

    10/11/2011 às 14:59

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s