"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Devorador de pecados

Seguindo em frente
Não importa por que
Não importa por quem
Apenas continuo
Deixando os idiotas para trás
Mesmo que eles estejam ali
Com as armas apontadas para minha cabeça!
Continuo andando
De mãos dadas com meus medos
Conversando com meus desejos
Sem me importar com o sangue ao meu redor!
Continuo andando
Ouvindo os gatilhos se armando
Ouvindo a respiração ofegante
Sentindo o sangue em minhas mãos
E sem saber por que ele está lá!
Continuo andando
Sem me importar com os idiotas parados ali
Pois, eu não sei por que eles ficam parados ali
Eu não sei por que eles estão ali
Eu não sei por que eles me culpam!
Eu apenas continuo
Carregando os meus pecados
Sem me importar com as balas que vem em minha direção
Eu apenas continuo
Pois, se eles estão parados ali
Azar o deles!

Pablo S Rosa

Anúncios

2 Respostas

  1. Aí esta o devorador dos pecados.
    Mesmo equilibrando em corda banba, segue o caminho ignorando os idiotas.
    O que falta a ele: A empatia, por não importa por quem.
    O continuar andando é virtude.
    Os pecados quem nos podem apontar?
    Atirem a primeira pedra.

    09/11/2011 às 18:04

  2. Pablo Rosa

    Oh catadores de pedras
    Tuas cicatrizes só provam que tentastes
    Errastes
    E cresceste!
    https://oexcluido.wordpress.com/2011/11/10/catador-de-pedras/

    10/11/2011 às 19:09

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s