"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

6 para as 9

São seis para nove e eu estou aqui, parado, mais uma vez, com mil ideias na cabeça e nenhuma palavra para expressa-las. Eu estou aqui, com mil sentimentos no peito, mas sem força para senti-los. Eu estou aqui, mais uma vez e o engraçado é que, se há alguns meses alguém falasse que eu ficaria aqui, deste jeito, eu riria da cara dele.
O relógio continua marcando seis para nove, mas para mim não faz diferença, pois eu já não me importo mais com o tempo. Eu não me importo mais com o que possa acontecer. Eu não me importo nem com o fato de não me importar mais, pois estou aqui há tanto tempo que não sei mais o que é real.
Ainda são seis para nove e ainda não faz diferença, pois eu gastei todo o meu tempo fazendo os melhores versos, fazendo os melhores poemas e não consegui entregá-los. Eu gastei todo o meu tempo tentando fazer tudo e acabei sem fazer nada. Eu gastei tanto tempo olhando o horizonte que não pude ver o que estava aqui ao meu lado. Não pude ver o que eu realmente queria. Eu gastei todo o meu tempo e hoje, eu fico aqui, parado, vendo as horas passarem em um relógio parado.

Pablo S Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s