"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

Eu neguei
Eu corri
Mas, nunca consegui escapar daqui
(o que eu senti) Eu tentei não deixar isto crescer em mim
Mas, quanto mais eu evitava,
Quanto mais eu fugia, mais perto eu chegava
Parecia que eu estava caminhando para o meu próprio abismo
(o que eu quis) Todos os sorrisos
Não passavam de sorrisos engolidos
Todas as lembranças…
São apenas cortes de papel que não podem cicatrizar
(o que eu pensei) Poderia ter sido diferente
Poderia ter tomado outro rumo
Mas, estávamos cansados demais para ver
Estávamos cansados demais para tentar
Estávamos com medo de que acontecesse tudo de novo
(O que aconteceu) Eu neguei
Eu corri
Mas, nunca pude escapar daqui
Eu gritei
Eu lutei
Mas, nunca pude destruir o que estava ali
(o que aconteceu) Eu parei
Eu caí
E continuei trancado dentro do abismo que se chama eu
(o que eu senti)
E eu nunca consegui sair, pois cada passo que eu dava
Só me aproximava de você

Pablo S Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s