"A verdadeira poesia não diz nada, apenas destaca as possibilidades. Abre todas as portas. As pessoas podem atravessar aquela que se lhes ajusta." Jim Morrison

A “flor” do lodo

No meio do lodo nasce uma flor

E, mesmo rodeada pelo lodo, ela vai crescendo

Crescendo e crescendo…

E, apesar do lodo, vai se desenvolvendo

Pedaço por pedaço

Pétala por pétala

Até mesmo, espinho por espinho,

Ela continua crescendo e desenvolvendo,

Crescendo e desenvolvendo.

Com o passar do tempo seu caule vai ficando mais forte para sustentar seu peso

Suas pétalas vão ficando cada vez maiores, com mais brilho, encantadoras e

Atraente para diversos olhos

Até mesmo, seus espinhos vão crescendo e ficando mais afiados para aqueles que não sabem colhe-las.

A flor vai crescendo, crescendo e crescendo

Espalhando seu polem para todos os lados

Conseguindo até criar outras flores, iguais ou diferentes (não importa).

E, mesmo no lodo, vai crescendo e crescendo

E, alguns tentam arranca-las – porque nem todos gostam de flores.

Mas, mesmo assim elas continuam crescendo e crescendo, se não elas dão origem a outras

E continuam crescendo e crescendo

Provando, que mesmos no lodo as flores podem crescer

Crescendo e crescendo

Afinal, depois que uma flor nasce, nada pode para-la

 

Pablo SRosa

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s